Pimenta: um remédio milagroso

Este artigo fala sobre a importância de se criar uma identidade visual perante os clientes e meios de um restaurante fazer isso usando seus partos e atendimento.

A fruta é conhecida pelo seu gosto picante e o uso em culinárias típicas, mas estudos recentes relevam que seus benefícios vão além do paladar, e a descoberta promete amenizar riscos de doenças.

A pimenta possui uma propriedade chamada capsaicina, um poderoso remédio natural contra o colesterol e a gordura do corpo. O alimento, para proporcionar os benefícios, deve ser consumo in natura, tanto em doces quanto salgados.

Segundo historiadores, a pimenta já é velha conhecida da medicina, e os povos antigos já a usavam para amenizar dores e curar doenças. Por esse motivo que ela é tão comum em países como o México e Ásia, colonizados muito antes da nossa região.

Estudos da PUC-RS comprovaram que o consumo da pimenta é um hábito muito saudável, e quem a ingere está levando de brinde analgésico, antiinflamatório, xarope e vitaminas.

A ingestão pode diminuir em até 45% as gorduras totais do organismo, sendo um potente aliado contra infartos e obesidade. Além disso, atua em várias áreas do corpo: alivia dores de cabeça, controla os níveis de glicose no sangue, aumenta a capacidade pulmonar e ajuda no tratamento da rinite alérgica.

Para consumir o alimento é preciso um pouco de criatividade, pois seu gosto picante pode não ser apreciado em todos os paladares. Para isso, existem hoje diversas maneiras de ingerir o tempero, e por incrível que pareça, até nos doces ela se faz presente. Muitas vezes ela se encontra na mistura de ingredientes, como no Filé à Campeira, servido na Casa do Morro Restaurante, que leva lingüiça calabresa em sua preparação.

Geléia, chocolate, em calda e caramelizada são algumas opções, e como tempero para pratos salgados mostra todo o seu diferencial em sabor. Vinagrete, em conserva e refogadas serve também como acompanhamento de saladas e frutas.

Em restaurantes, seu uso é indispensável em alguns pratos típicos, e a culinária em geral ganha outro sabor com o acréscimo da iguaria. Geralmente se oferece o produto como adicional, pois no Brasil o consumo ainda é tímido, não chegando a meio grama por habitante.

Deja tu comentario debajo